domingo, 24 de julho de 2011

捕り物三道具 TORIMONO SANDÔGU

Da esquerda para direita: Sode Garami, Sasumata e Tsukubô.
Torimono Sandôgu (捕り物三道具) significa: "Três Ferramentas de Apreensão". As Três Ferramentas são:
  • 袖搦 - Sode Garami.
  • 突棒 - Tsukubô.
  • 刺股 - Sasumata.
____________________________________________________________________
Sode Garami (袖搦) significa "Enroscar, Envolver a Manga" e foi usado, como o nome implica, para enroscar nas mangas e roupas de um indivíduo. Historicamente, media geralmente em torno de 2 metros de comprimento, com múltiplos ganchos farpados em uma extremidade. A extremidade muitas vezes tinha pontas de metal e várias farpas. O bastão era muitas vezes de madeira resistente, reforçada com ferro. Pequenos pontas ou outras saliências podiam ser encontrados ao longo do bastão,Isso poderia ser feito para conter o indivíduo, que poderia então ser mais facilmente desarmado ou detido. Possuía espinhos e farpas ao longo do comprimento para impedir o criminoso de agarrar facilmente e arrancar o implemento para se soltar do policial que o prendeu. Juntamente com o Sasumata (刺股) e o Tsukubô (突棒) é um dos três Torimono Sandôgu (捕り物三道具) da polícia da época Edo. Sua principal função era não matar o adversário.

____________________________________________________________________
Tsukubô (突棒) significa "Barra de Choque, Colisão", historicamente, media geralmente em torno de 2 metros de comprimento, com uma extremidade em forma de T. A extremidade muitas vezes tinha pontas de metal e várias farpas. O bastão era muitas vezes de madeira resistente, reforçada com ferro. Pequenos pontas ou outras saliências podiam ser encontrados ao longo do bastão, semelhante ao Sode Garami, melhorando a sua capacidade de prender membros e armas, como um Sasumata. A extremidade oposta da arma, muitas vezes tinha uma tampa de metal, ou Ishizuki como os encontrados em Naginata e em outros tipos de bastões. É provável que tenham sido utilizados pelos agricultores como armas improvisadas, quando necessário. Tinha a mesma função do Sode Garami.

____________________________________________________________________
Apoio de Kotô.
Sasumata (刺股) significa "Forquilha com Espinhos", é um capturador de homens e ferramenta de combate a incêndios. Historicamente, media em torno de 2 metros de comprimento, com uma extremidade em forma de U. Esta extremidade é semelhante a um apoio de Kotô, por isso, é às vezes chamado de Kotojibô. O bastão, assim como o Sode Garami e Tsukubô, é muitas vezes de madeira resistente, reforçado com ferro. Pequenas pontas ou outras saliências podem ser encontrados ao longo do  bastão, semelhante ao Tsukubô e Sode Garami, usado tanto para combate a incêndio e pela polícia.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

忍者 NINJA

Ninja (忍者) ou Shinobi (忍び - しのび) como às vezes são conhecidos, dificilmente precisa de alguma apresentação - eles teriam que estar entre as associações mais fortes do Japão É fácil perceber porquê, enquanto houve um meio para eles, estas figuras sombrias foram rondando nossas telas, livros, quadrinhos, videogames e imaginação. Eles podem ser assassinos sem rosto, figuras de diversão ou anti-heróis considerados individualmente diante de corrupção. Sempre eles são lutadores qualificados, mas às vezes eles beiram em ser super-heróis cheios de poderes ou feiticeiros. A questão é o quanto do folclore Ninja (忍者) é real e o quanto é pura fantasia, talvez ele poderia surpreendê-lo acima de tudo.
Em um sentido geral, o papel do Ninja no Japão feudal foi melhor descrito como espiões ou agentes secretos, espionagem, sabotagem e assassinato.

Os dois maiores clãs Ninja (忍者) eram conhecidos como Iga (伊賀 - いが) e Koga (甲賀 - こうが), em homenagem as regiões que foram baseadas em dias modernos a Província de Mie (三重県 - みえけん - Mie Ken) e Província de Shiga (滋賀県 - しがけん - Shiga Ken), respectivamente.
Historicamente, eles parecem ser visto como uma comparação do Samurai (侍 - さむ らい), os soldados que seguiam um código conhecido como Bushidô (武士道 - ぶし どう - "o caminho do guerreiro"), o que ditou o que era considerado justo e honrado na vida e morte.
Iga (伊 贺) e Koga (甲 贺) Ninja (忍者) não tinham tais reservas - eles faziam o que fosse necessário para fazer o trabalho de forma rápida e discreta, como veremos. Também ao contrário do Samurai (侍), que nasceram na classe guerreira maior, os Shinobi (忍び) eram trabalhadores e agricultores, o que explica muito mais sobre seus estilos de vida, treinamento e equipamento que você possa imaginar.

 
ESTILO DE VIDA NINJA

HIGIENE E DIETA

Desnecessário dizer que a chave para essa linha de trabalho foi escapar da detecção.
Um monte de pensamento foi dedicado a como evitar ser visto e ouvido, mas não tanto quanto sentir o cheiro. A importância deste não passou despercebido pelo Ninja (忍者) - o menor odor ou cheiro que fosse sentido poderia significar morte certa.
Por esta razão, eles foram talvez as pessoas mais higiênicas do Japão feudal, eles lavavam suas roupas muito regularmente.
Evitavam comer carne pela mesma razão, acreditando que isso lhes dariam um odor corporal detectável.

Sua dieta consistia de Tofu (豆腐 - と うふ), grãos e Yasai (野菜 - やさい - legumes). Esta dieta tinha a vantagem adicional de controlar o seu peso para quando eles precisasem se espremer em um local apertado ou puxar-se para cima. Viver como um agricultor fez com que o Ninja (忍者) pudesse colher seus próprios alimentos e cultivar ervas medicinais para uso em missões sem chamar a atenção indevida.


CASAS 

Surpreendentemente, as casas Ninja são uma parte da história que não tenha sido muito exagerada, pois elas contêm, de fato, túneis secretos, paredes falsas e armadilhas para os invasores.
Presumivelmente, o Ninja (忍者) esperava uma ocasional emboscada, porque ainda há exemplos de trabalho em construções projetadas para ajudar a combatê-los.

Donden Kaeshi (どんでん返し - どん でん かえし - portas giratórias), por exemplo, estavam escondidas nas paredes no caso se o Ninja desejasse desaparecer rapidamente. Eles foram instaladas em paredes falsas com pivôs que poderiam ser giradas livremente.

A habilidade na sua utilização é para girar a parede com precisão suficiente para ter certeza que é completamente liberado e que você não estará lá quando o inimigo entrar. Através do uso rápido de Donden Kaeshi (どんでん返し), o Ninja (忍者) poderia desaparecer antes que os atacantes estejam dentro da casa, permitindo algum tempo para escapar ou planejar um contra-ataque. Este último era especialmente eficaz por de Keikai No Ba (警戒の場 - けいかいのば - postos de observação ocultos), que eram quartos escuros que oferecia uma boa visão da sala por cima.

Algumas passagens particularmente ultrajante ocultas ou escadas poderiam até mesmo levar para fora, permitindo que o Ninja (忍者) saísse de um poço vazio ou quando fossem muitos adversários para lidar.

Mais comumente, Shikake To (しかけ 戸 - しかけ と - portas truque) se pareciam como meio painéis na parede, mas destacavam duplas travas que só poderiam serem soltas com pedaços de papel. Se o Ninja (忍者) destravasse ambas simultaneamente, o painel aparentemente sólido se abriria e permitiria escapar para a noite.
Caso o Ninja (忍者) decide ficar e lutar, havia uma abundância de opções disponíveis.

Mono Kakushi (物 隠し - (もの かくし - espaços de objetos escondidos) eram locais abaixo do piso, que só poderiam serem abertos se o Fusuma (袄 - ふす ま - telas deslizantes) fossem abertas em um certo ritmo, o batente direito da porta era removido, os painéis do piso poderiam ser virado para cima e suprimentos e documentos importantes poderiam ser armazenados por baixo da areia. Da mesma forma, se você tivesse o azar de cruzar um Ninja (忍者) sob um Kataná Kakushi (刀隠し - かたなかくし - espaço oculto para espada), ele seria capaz de pisar no piso certo e no lugar certo, a espada saltaria para cima e você teria uma Kataná (刀 - かた な) em sua garganta antes que você pudesse reagir.

Os dois lados jogavam este jogo, é claro - há uma abundância de residências para se proteger dos Ninja (忍者) também.
Na maior parte, as armadilhas eram simples, mas inteligente, como cantos cegos, pisos irregulares destinados a passagem de intrusos e escadarias que levavam a lugar nenhum.
Ocasionalmente, as coisas eram feitas com um pouco mais "talento", embora, como em Nijoujou (二条 城 - に じょうじ ょう - Castelo Nijou), em Kyoto (京都 - きょう と). Com seus estridentes "pisos rouxinol" e quartos ocultos cheios de Samurai (侍), eu não consigo imaginar muitos Ninja (忍者) tendo sucesso.


TREINAMENTO NINJA

Os Ninja foram mais do que apenas guerreiros, a natureza de seu trabalho era extremamente exigente e era necessário o domínio de uma série de competências diversas. Eles foram realmente polivalentes e originais em tudo, eles precisavam estar familiarizado com uma enorme variedade de disciplinas, incluindo psicologia, medicina, química e astronomia. As missões exigiam uma enorme quantidade de preparação e o Ninja (忍者) precisava ser auto-suficiente do início ao fim; isto requeria extensiva habilidade física, mental e sobrevivência.


HABILIDADES FÍSICAS

Os Ninja precisavam ser extremamente fortes e resistentes a fim de que tivessem a energia necessária para concluir as longas missões. Além do seu treinamento em Artes Marciais iniciado no início da infância, eles também treinavam até que fossem capazes de levantar um fardo de 60Kg de arroz somente com os dedos polegar e indicador. Se pudessem fazer isso, eles poderiam suspender seu próprio peso corporal em qualquer posição; desnecessário dizer, eles eram muito fortes para seu pequeno tamanho. Eles também eram treinados em vários métodos de movimentação silenciosa, na verdade, Ninja significa literalmente "pessoa furtiva". Sem dúvida, o mais estranho deles é chamado Shinsou Toho Aruki (深草 兎 歩き - しんそう とほ あるき), que significa "coelho caminhando na grama profunda". Isto envolve em segurar seus pés com as mãos e andar sobre as costas de suas mãos, que deve ser muito eficaz para o quão difícil possa parecer. Dizem que é uma técnica "top secret".


HABILIDADES MENTAIS

Os Ninja foram muitas vezes obrigados a fornecer informações e tê-la escrito em uma carta significava que ela que poderia facilmente cair em mãos erradas. A única maneira de ter certeza que os segredos seriam entregues para a pessoa certa era memorizá-los e fazer a entrega pessoalmente, uma excelente memória era necessária. O Ninja usaria mnemônicos para ajudá-los a reter a informação, fazendo associações com partes do corpo ou comida. Se a informação particularmente delicada precisava ser mantida, o Ninja, às vezes, até mesmo se machucaria para forçar a memória ou tentar lembrar detalhes. Isto deve dar alguma indicação de quão seriamente o treinamento da memória e associações mentais foram tomadas.

No caso de mensagens terem que ser passadas não verbalmente, Os Ninja também tinham numerosos códigos secretos envolvendo arroz coloridos, sinais de mãos, caracteres secretos e até mesmo cordas com nós que poderiam ser penduradas visivelmente para passar informações a alguém que as conhecem. Eles também estudaram a psicologia humana e os padrões de sono, para ter certeza de que poderiam reconhecer quando o seu alvo potencial estava dormindo mais profundamente pelo som da sua respiração. Em cima de tudo isso, eles foram bem treinados em química, capaz de fazer pólvora, explosivos e venenos para continuar a ajudá-los em seu trabalho.


HABILIDADES DE SOBREVIVÊNCIA


A vida dupla de um Ninja ajudou significativamente na preparação para missões perigosas, pela simples razão de que eles poderiam colher ervas medicinais sem ninguém suspeitar. Os Ninja eram muito familiarizados com a medicina e capaz de tratar lesões e doenças, que era uma parte essencial ao trabalhar sozinho. Eles criaram um hábito de dormir virado para seu lado esquerdo para proteger o coração, caso eles fossem atacados durante a noite, dormir silenciosamente e levemente para se certificar de que eles teriam a chance de se defender, se necessário. Eles também tiveram um grande interesse em astronomia para ajudar a navegar, ler fases da lua para calcular a noite ideal para atacar e prever os padrões climáticos para saber se a natureza estava do lado deles durante a missão. Quando você é uma equipe de um homem só, vale a pena ser muito bom em tudo.


EQUIPAMENTO NINJA

SHINOBI SHOZOKU 忍び 装束 (ver mais)

Ao contrário do que se poderia esperar, há pouca evidência de que realmente o Ninja (忍者) se vestia de preto. Mesmo de noite, o preto se destaca por isso não iria cumprir o seu propósito muito bem. O azul marinho era muito melhor para camuflar a noite, era comum os agricultores de Iga (伊 贺) usarem roupas azul-marinho que ajudava o Ninja (忍者) a se misturar de dia também. O Shinobi Shozoku (忍び装束 - しのびし ょうぞく), ou roupa tradicional Shinobi (忍び) permitia ao Ninja (忍者) a desaparecer entre a comunidade e carregar ferramentas agrícolas úteis, sem qualquer suspeita. O Shinobi Shozoku (忍び 装束) tinha a vantagem adicional de ser muito largo, ou seja, as lâminas poderiam ser escondidas na gola e chapas de bronze ou de ferro poderia ser escondida no peito para proteger o coração.

O Shinobi Shozoku (忍び 装束) era também reversíveis para permitir mudanças rápidas de vestuário. Havia vários agrafos no guarda-roupa do Ninja (忍者), conhecido como Shichihoude (七方出 - しちほうで) ou sete disfarces Ninja; sacerdote budista, sacerdote viajante, padre noviço, comerciante, acrobata, músico de rua e roupa regular (agricultor ou guerreiro). Uma vez que havia ocultado sua identidade de forma adequada, o Ninja (忍者) poderia passar entre as cidades, sem perseguições, a maioria dos disfarces significava que eles podiam esconder completamente seus rostos ou carregar armas sem levantar qualquer suspeita. Em viagem, eles usavam Waraji (草鞋 - わらじ - sandálias de palha), que eram agradáveis e leves e poderiam ser equipadas com pontas para ajudar a subir ladeiras íngremes ou na neve. Para fazer infiltrações, eles usavam Tabi (足袋 - たび - meias) com sola de algodão, ideal para se mover silenciosamente dentro das casas.


FERRAMENTAS

Embora seja divertido imaginar o Ninja andando com facas de bolso e um monte de equipamentos especializados, a realidade é que ninguém é tolo o suficiente para ser tão óbvio. Como o vestuário, as ferramentas do comércio tiveram que ser tão discreto possível, quase tudo que o Ninja carregava era uma ferramenta agrícola reaproveitada.
Kunai (苦无 - くない) eram instrumentos comuns de escavação usado para o plantio, mas nas mãos de um Ninja capaz, poderiam ser usadas como facas ou apunhalando paredes para apoiar para escaladas. Da mesma forma, o regular Kugi (钉 - くぎ - pregos), quando não eram usados ao redor da fazenda, poderiam ser encaixados entre as rochas para fornecer pontos de apoio para a escalada.

Kama (镰 - かま - foices), quando não usadas para cortar as ervas daninhas, podiam ser usadas para ajudar a escalar, cortar cordas ou amarradas como um gancho improvisado.

Da mesma forma, a Kaginawa (钩縄 - かぎなわ - corda com gancho), enquanto que quase sempre mostrado ajudando o Ninja a escalar paredes, foi originalmente projetada para recuperar as coisas caíam em poços. Shikorô (錣 - しころ - serra) poderia ser usada para cortar cadeados e Tsubori (坪锥 - つぼぎり - verrumas) para furar cercas e muros, se havia alguém do outro lado valia a pena ficar de olho. Como você pode imaginar, a posse de todos esses objetos poderiam ser justificadas e o Ninja poderia ser capaz de continuar seu caminho sem problemas desnecessários.

Houve algumas exceções ultrajantes, é claro - Mizugumo (水蜘蛛 - みず ぐも - literalmente: "aranha d´água"), por exemplo, eram enormes "sapatos de lama" para ajudar na travessia de fossos pantanosos. Água poderia ser facilmente nadada, em fossos secos poderiam ser escalados por toda a noite sem muitos problemas, mas castelos protegidos por pântanos naturais representava mais de um problema. O Mizugumo distribuía o peso do Ninja através de uma área mais ampla para que ele pudesse atravessar o pântano. Isso provavelmente deu origem ao equívoco de que o Ninja poderia andar sobre a água; "andar na lama" provavelmente não parecia impressionante o suficiente para quem começou o boato. 


ARMAS

Para a maior parte, as armas Ninja que conhecemos e amamos passam longe da realidade, então podemos supor que a maioria dos combates teria sido feito com algumas de suas ferramentas existentes; Kaginawa (钩縄) foram utilizadas para lançar nos adversários e os amarrarem, a Kunai (苦无) poderia ser lançada e a Kama (镰) foram muitas vezes utilizadas para envio de pessoas querendo saber o que aconteceu com o agricultor que estavam apenas falando. Um monte de armas Ninja mais conhecidas eram muito mais difíceis de esconder, de modo que provavelmente teriam sido usadas apenas em situações específicas. Estas incluem espadas, projéteis, como a Shuriken (手里剣 - しゅりけん - Lâminas de Arremesso), armas de fogo e explosivos.

A Shinobi Gataná ou Ninja-To (忍び 刀 - しのび がた な - espada Ninja) era a espada de maior escolha pela maioria. Ao contrário da Kataná Samurai, a Shinobi Gataná era de lâmina curta, projetada mais para apunhalar ao invés de cortar. Muitas vezes tinha um Sageo (corda) maior amarrado em sua bainha de modo que pudesse ser usado como um auxiliar de escalada, a espada seria colocada no chão e usada como um apoio, em seguida, recuperada. (ver mais)

Para assassinato de longo alcance, o Ninja tinha uma variedade de projéteis. Fukiyazutsu (吹き矢筒 - ふきやづつ - zarabatana) foram usadas para atirar silenciosamente dardos envenenados em suas vítimas. A fim de evitar a detecção, elas eram muitas vezes disfarçadas de flautas, forrada por dentro com papel para bloquear os orifícios. Dizem que esta era uma arma particularmente popular entre as Kunoichi (くノ一 - くのいち - mulher Ninja).

A Shuriken é a melhor arma de assassinato conhecida, com uma variedade de formas disponíveis.

Como a Fukiyazutsu, foi muitas vezes utilizada com veneno para aumentar sua eficácia. Infelizmente, a imagem do Ninja lançando centenas de Shuriken é uma ficção total, tanto do ponto de vista físico como prático. Cada Shuriken pesava entre 100 e 200 gramas, portanto transportar ou lançar mais do que algumas dezenas, teria sido impossível. Mesmo fosse visto com apenas uma, o portador seria identificado como um Ninja imediatamente, por isso era usado mais como um último recurso que a solução para cada problema.

Isso não quer dizer que sua reputação é totalmente não merecida - quando lançada corretamente, a Shuriken pode ser espetada profundamente na madeira e um bom arremesso significaria morte certa.


Caso isso não fosse terrível o suficiente, elas poderiam ser misturadas com pólvora e um pavio para criar a Higurumaken (火车検 - ひぐるまけん - Shuriken incendiária). Numa época em que tudo era feito de papel e madeira, o fogo teria sido uma arma muito eficaz física e psicologicamente.


Isso nos leva a explosivos e armas de fogo. Os Ninja usavam rifles, bombas e até canhões para fazer o trabalho. Com um profundo conhecimento de explosivos, foi possível alcançar uma variedade de efeitos, na maioria das vezes para distrair os inimigos com um ruído alto ou nuvem de fumaça no momento vital. Enquanto que o Ninja exatamente desaparecia no ar, eles poderiam causar efeito impressionante de escapes com algum sincronismo inteligente e equipamentos.

Finalmente, se as distrações  falhassem e o Ninja se encontrasse perseguido, era hora de usar o Makibishi (まきびし - espinhos). Estes eram pontas de ferro, madeira ou sementes de plantas naturais que poderiam ser espalhadas em caminhos estreitos para retardar ou ferir inimigos que o perseguem. Se tudo desse errado, o Ninja iria viver para lutar outro dia e os guardas teriam que voltar mancando para explicar a incapacidade de alcançá-lo.

Então, como você pode ver, enquanto o Ninja não era feiticeiro, capaz de se tornar invisível, andar sobre a água, cavalgar dragões, eles foram extremamente bem preparados, com surpreendente habilidade mental e física. Sob o manto da noite com algumas acrobacias bem colocadas, ciência e conhecimento íntimo da mente humana, não é difícil imaginar como eles pareciam beirar com o sobrenatural. Na verdade, o Ninja adorava espalhar rumores.
É muito mais fácil direcionar de forma errada e aterrorizar alguém que está convencido de que seu inimigo é sobre-humano; as lendas provavelmente ajudaram a atingir o inatingível. Para melhor ou pior, mas também para fazer alguns filmes!
NOTA:
Os Ninja eram desprezados pela maioria como covardes e sem honra, no entanto, eles obedeciam rigorosos códigos e suportavam duros treinamentos, eles arriscavam a vida para se infiltrarem nas posições inimigas por causa de seus mestres. Eles não tinham muita opção, mas arriscavam suas vidas para viver, porque as terras de Iga e Koga não tinham solo fértil, mas mesmo assim, vocês podem se perguntar: Por quê?
Talvez tivessem uma interpretação da vida como a seguinte: 

O valor de um homem não deve ser medido por dinheiro ou fama, mas por quanto ele preza a família e amigos.

Talvez as regras rigorosas surgiram naturalmente no processo de proteger suas famílias e amigos. Como eles conheciam a ameaça da guerra, tentaram minimizar o sofrimento roubando informações, de modo a  evitar ou retardar a guerra.
Se você enxergá-los dessa forma, a manobra secreta pode parecer romântica.

O Ninja nos atrai por causa de sua existência assustadora e sinistra, juntamente com o resistente e racional método de luta. O Ninja treinava diariamente, treinava a resistir fisicamente, mentalmente e emocionalmente.
"O Ninja é bela cultura japonesa tradicional e o espírito deve ser transmitido à posteridade."

Galleni Junior

terça-feira, 5 de julho de 2011

segunda-feira, 4 de julho de 2011

ALGUMAS PALAVRAS DE HATSUMI SENSEI... (2005)

"Eu me levanto quando eu acordo, embora eu não sou muito de acordar muito cedo, como eu tendo a trabalhar durante a noite. Eu não sei que horas eu vou para a cama ou acordo todos os dias, porque, como um Ninja, eu tenho o hábito de nunca ter qualquer tipo de rotina. É ruim ter um padrão para a sua vida, porque os três meios mais fáceis para matar um homem é quando ele está no banheiro, quando ele está na cama ou quando ele está comendo. Ninguém vai me pegar dormindo ou sonolento, como tenho treinado toda a minha vida para estar alerta. Baixar a guarda é equivalente ao suicídio.

Eu sempre começo o dia com a mesma refeição, uma mistura de arroz integral, Tofu, feijão vermelho e cogumelos juntos. Eu também bebo chá japonês, feito especialmente para mim. Após café da manhã eu vou fazer o que eu quero, mas não o que eu fiz ontem. Talvez eu vou escrever para uma revista ou trabalhar em uma de minhas pinturas. Minhas pinturas a óleo têm sido exibidas em Manchester e Washington. Ou eu poderia dar um passeio por duas ou três horas com meus cinco cachorros borzoi, o único exercício que faço agora.

Eu tenho feito Artes Marciais desde que eu era um menino, embora tenha sido muito mais profundo do que o tipo de treinamento físico que a maioria das pessoas iriam entender. É a maneira como você vive sua vida. Eu não faço flexões agora que eu estou com 73 anos, embora eu não tenho o corpo de um homem de 73 anos de idade. Não é sobre a técnica, é sobre a vida. Qualquer um pode tirar fotografias, mas somente alguns podem ser descritos como "arte". E assim como o mundo precisa de escultores e artistas, as Artes Marciais são igualmente importantes. Eu nunca "me tornei" um Ninja. Eu sempre fui e fui sempre eu. Tive uma infância difícil: meu pai costumava beber e era violento, então eu tinha que proteger minha família. Eu cresci na pós-guerra do Japão, quando foi proibido praticar qualquer Arte Marcial com exceção do Judô, Karatê e Kendô.

Eu me tornei um instrutor e na década de 1960 eu comecei a ensinar em bases militares dos EUA. Eu rapidamente aprendi que essas disciplinas não funcionavam muito bem se o seu adversário fosse muito maior e mais forte que você, assim comecei a estudar as Artes Marciais antigas e me tornei um estudante de Toshitsugu Takamatsu, o 33º grande mestre da Escola Ninja de Togakure. Quando ele morreu, em 1972, tornei-me o grande mestre.

Eu ensino três vezes por semana, quando estou no Japão, e eu sou frequentemente convidado para dar palestras e instruir ou no exterior. Eu ensinei em 50 países e tenho cartas de agradecimento de cinco presidentes dos EUA, Margaret Thatcher e Nelson Mandela. Eu tenho compartilhado minhas habilidades com o SAS e SBS, bem como a polícia e forças especiais em todo o mundo. Algumas pessoas na minha escola irão se recusar a dizer seus trabalhos se você perguntar a elas. Um acaba de retornar após seis meses do Afeganistão e do Iraque. Nós treinamos o uso de armas: lanças, corda, espadas, correntes, tudo é uma arma, até um pedaço de papel, qualquer coisa que não é nada. Eu sou um arsenal ambulante. Mas ser um Ninja é mais do que apenas o físico. É ensinar a consciência, o espírito. Você tem que desenvolver um sentimento de matar real, mas com a capacidade de não matar. Você tem que ter coragem de matar, mas também a capacidade física e espiritual e força para não matar, para dar ao seu adversário uma saída, um pretexto para voltar atrás. Na verdade, eu não lhes ensino nada. Eu mostro a eles como conduzir suas vidas. Cabe a eles agarrá-la ou não.

O que é um Ninja? O que é o tempo? Você está me pedindo para definir algo que, por sua natureza, não é compreendido. O Ninjutsu é baseado em engano, mas é muito mais do que isso. É o uso de armas e da arte do fingimento, mas há muito mais do que jogar estrelas e furtividade.

Um teste para os estudantes de alto nível eu realizo um corte com uma espada para baixo pelas costas e eles têm que sentir e rolar saindo do caminho. Eu tento levá-los para o nível quando agem sem saber porquê, de transcender o entendimento.

Existem muitas noções erradas em torno do Ninja. A maioria começou no século 14, e fomos colocados na mesma categoria como Samurais, homens  assalariados da Idade Média. Um Samurai estava disposto a morrer por seu senhor. Mas os Ninjas eram sempre independente do governo, e nós tivemos uma filosofia que tínhamos que viver por causa de nossas famílias. Acreditamos levar uma existência abençoada, mas quando se trata de nossas habilidades, nunca é demais ter uma má reputação. É parte do nosso poder, parte do nosso misticismo.

No final do dia, eu vou abrir a geladeira e pegar qualquer alimento que seja prático. Talvez eu pegue uma bebida, mas eu não sou um grande bebedor de cerveja ou sakê. Às vezes, temos alguns dos meus alunos para jantar, mas eu apenas dou a eles pouco tempo. Eu provavelmente vou levar os cães para passear de novo, mas quem sabe se isso será à 5:00 ou às 17:00? Eu tento escrever alguma coisa à noite, e eu estou completamente realizado como dançarino, ou assim eles dizem. Eu gosto de dança japonesa tradicional, bem como dança de salão, como eu sou bonita luz sobre os meus pés.

Quando eu sinto que é hora de ir para a cama, vou desenrolar o meu Futon e ir dormir rapidamente, mas muitas vezes eu sonho com meu mestre, Takamatsu, e os sonhos são geralmente assustadores, como se ele estivesse me atacando enquanto durmo. No primeiro dia que eu me tornei seu aprendiz, eu dormia em sua casa, de manhã ele me perguntava quantas vezes ele vinha para o meu quarto à noite e quantas vezes eu pensei que ele poderia ter me matado. Durante os próximos cinco anos eu nunca tive uma boa noite de sono, como eu ficava esperando o menor ruído. No final, eu tinha que perguntar a ele. Ele dizia que não tinha entrado em todas as noites, mas que eu tinha aprendido uma boa lição."

Tradução: Galleni Junior

POSTAGENS RECENTES

POSTAGENS MAIS VISTAS