NINJUTSU

Origem
Muitas são as teorias e versões sobre a origem do Ninjutsu, assim como o são os mitos, fantasias e exageros a seu respeito.
Não é possível constatar com exatidão a origem de uma arte que se desenvolveu no anonimato, e sobre a qual não existem quaisquer evidências documentadas, que eventualmente pudessem dar suporte a qualquer teoria específica. Sabe-se, porém, que inicialmente esta arte foi criada como uma forma, ainda que um tanto obscura, de reação contra os valores políticos, sociais e religiosos do Japão feudal, totalmente dominados pela elite Samurai. Daí a necessidade de ter se conservado durante séculos coberta pelo mistério e pela falta de clareza sobre sua história. Os guerreiros que posteriormente seriam chamados de Ninja não adotavam para si mesmos tal rótulo, conservando-se ocultos o máximo possível.
Há, todavia, uma certeza sobre a arte do Ninja: seu desenvolvimento não se deu da mesma maneira que as outras artes marciais. Deu-se de forma gradual, com absorção e mistura de vários traços culturais, principalmente religiosos e marciais, chineses e japoneses. Pode ser chamada de Kobujutsu (arte guerreira antiga), sendo considerada pouco convencional, tanto em sua prática quanto na sua filosofia. Conclui-se que o Ninjutsu foi provavelmente desenvolvido entre o século X e XIV, com a chegada de um expressivo número de imigrantes e de Samurai foragidos, cujos exércitos foram derrotados em batalhas, que procuraram refúgio nas selvas das remotas montanhas das regiões japonesas de Iga e Koga. Esse isolamento auto-imposto permitiu que esses grupos desenvolvessem técnicas de combate e outras artes, originando assim a arte Ninja.

Treinamento do Ninja (Ninja No Keiko)
A destreza refinada adquirida pelo Ninja antigo foi obtida através de rigoroso treinamento nas selvagens montanhas da região de Iga e Koga, ministrado em comunhão com a natureza e fora das vistas da sociedade.
Entre os séculos XII e XVII, inúmeros clãs cresceram, passando a agir em várias regiões, com técnicas de combate sofisticadas para a época. Cada família tinha suas especializações, sendo que alguns grupos destacavam-se pela capacidade física, outros pela presteza mental, etc.. Esse treinamento deu-lhes consideráveis habilidades de observação, bem como de adaptação a condições adversas.
O estágio de adestramento mínimo requerido para um Ninja é conhecido como Ninja No Hachimon (Oito Portas do Ninja) ou Ninja No Hakkei (Oito habilidades do Ninja).

POSTAGENS RECENTES

POSTAGENS MAIS VISTAS